Archive | Machismo RSS feed for this section

Mais um pouco sobre propagandas machistas

6 set

Por: FloraLorena

Em outro post já falei um pouco sobre as propagandas que transformam a mulher em mais um objeto à venda.

Para esse post aqui o que me motivou a escrever foram os anúncios dos produtos de limpeza.

Vocês se lembram de alguma propaganda onde aparece algum homem limpando? Ou algum homem preocupado com a limpeza? Ou algum homem testando um produto novo no mercado?

Nesses anúncios a mensagem é muito clara, o trabalho doméstico deve ser função exclusiva da mulher <— #istoémachista.

Se não me engano a única propaganda de produto de limpeza com homem é a do Bombril, mas nesse caso ele é o garoto propaganda, vende os produtos para as mulheres, não é ele que usa esses produtos. Mais recentemente a Bombril lançou uma nova campanha com o slogan “Os produtos que evoluíram com as mulheres”, uma frase que reforça o trabalho doméstico como tarefa unicamente feminina. Nessa nova campanha o garoto propaganda oficial foi substituído por mulheres, que durante os comerciais estereotipam os homens como seres inúteis, sobre isso a magnífica Lola já escreveu um post. Nessa campanha a Bombril cita que a mulher deve convocar o homem a ajudar na limpeza, mas todas sabemos que ajudar na limpeza não é o mesmo que dividir as tarefas. A ajuda está totalmente condicionada ao desejo de ajudar ou não, enquanto a divisão de tarefas impõe responsabilidades.

Outra marca de produtos de limpeza tem como slogan “Sai fora neura”, colocando que estes produtos facilitam a vida da mulher, deixam a casa limpa, por consequência a mulher se torna menos neurótica com a limpeza e com mais tempo livre. No entanto se essas tarefas fossem divididas igualmente ela teria seu tempo livre garantido. Na realidade o problema da falta de tempo não é um problema da qualidade dos produtos, mas um desdobramento da dupla jornada da mulheres.

Observar o machismo nas propagandas, nos programas de televisão, nas conversas de ônibus, ou em outras atividades cotidianas, nos faz perceber o quanto ainda precisamos avançar na luta feminista, embora nossa condição seja melhor que das mulheres de outras épocas.

Para uma discussão mais qualificada sobre o trabalho doméstico leia o livro da Soraia ;]

 

Intervenção em propagandas machistas

11 ago

Por: FloraLorena

Começamos uma campanha para intervenção em propagandas machistas.

Tudo começou num bar, quando uma companheira feminista e eu nos deparamos com uma propaganda de tequila inegavelmente machista. Uma mulher nua e de quatro servia como mesa para um copo de tequila, limão e sal. A discussão sobre o caráter machista, ou não, da propaganda virou o assunto da mesa. Um de nossos companheiros, não sei se por pura provocação ou por crença mesmo, afirmou que tal propaganda não era machista, o rapaz só foi convencido que  aquela propaganda diminuía as mulheres quando outro companheiro pediu para ele se imaginar na situação da mulher da propaganda. Depois disso o caráter machista do cartaz ficou um pouco mais claro para o nosso companheiro. Ficamos pensando no que fazer com aquela propaganda, as pessoas pareciam habituadas às propagandas machistas, tão habituadas que nem percebiam o machismo presente nelas. Na falta de saber o que fazer resolvemos escrever com uma caneta “Machismo Mata” por cima do cartaz, a caneta era uma esferográfica comum e o resultado final não ficou legal, pouco legível e meio tosco até.

No dia seguinte tivemos um café das Canhotas, relatei o que ocorreu na noite anterior. Conversa vai, conversa vem, decidimos fazer adesivos para colarmos nas propagandas machistas, a frase não havia ficado definida. “Machismo Mata” era legal, mas não tinha muita relação com a intervenção nas propagandas. Foi pensando no quanto as pessoas parecem acostumadas com as propagandas machistas, algumas sequer enxergam o machismo dos anúncios, que resolvermos escrever “Isto é Machista”.

“Isto é Machista” quer provocar uma reflexão sobre os aspectos machistas das propagandas. Para nós feministas esse machismo parece tão óbvio, mas para muitas pessoas passa desapercebido. São tantas propagandas machistas carros, bebidas alcoólicas, refrigerantes, cosméticos, produtos de higiene feminina, TVs por assinatura, sapatos, festas, etc. que as pessoas parecem acostumadas com o fato das mulheres serem tratadas como mais um produto oferecido pelos comerciais.

Para intervir é só baixar o arquivo e imprimir os adesivos –> clique aqui.

Para compartilhar suas intervenções mande uma foto para esse e-mail (floramuller@gmail.com) que publicamos no blog.

Imprima! Cole! Compartilhe!

%d blogueiros gostam disto: